alphonse mucha e o movimento

art nouveau

 

Projeto de curadoria e conceção espacial de exposição sobre o artista tcheco Alphonse Mucha no edifício da Vila Penteado, projetado pelo arquiteto Carlos Ekman em 1904 - atual sede da pós-graduação da FAU USP. 

O Movimento Art Nouveau, inserido num contexto de consolidação da sociedade industrial no final do século XIX e início do XX, firma-se como gosto da burguesia moderna emergente adepta do progresso industrial. O 'Art Nouveau', ou 'arte nova', é considerado um 'estilo ornamental', no qual a beleza é acrescida a objetos úteis e funcionais, inserindo-se numa visão otimista de que o progresso técnico libertaria a sociedade do trabalho, permitindo o livre exercício da poesia associada ao modo de produção industrial. Nesse sentido, a temática naturalista, o uso de ritmos curvilíneos e musicais, os tons frios, pálidos e transparentes e a morfologia de arabescos lineares e cromáticos conformam um contexto no qual a arte passa a se associar a técnicas de produção industrial, desenvolvendo a ideia de 'arte utilitária' com aplicação na arquitetura, nas artes decorativas e figurativas - tanto na esfera do ornamento pessoal quanto do espetáculo publicitário. Logo, o movimento possui suas raízes num cenário profundamente cosmopolita, apropriando-se de contextos nos quais a publicidade, a produção gráfica e as revistas de moda exerceram papel indispensável para a disseminação do novo gosto artístico.

 

O artista tcheco Alphonse Mucha (1860-1939) é considerado um dos principais expoentes do movimento Art Nouveau, propondo uma expressão de arte visiva de grande eloquência, com potentes figuras femininas jovens e etéreas e delicadas decorações formais, incorporadas fortemente à publicidade no contexto da Belle Epoque parisiense. A proposição artística de Mucha, elegante e ornamental, demonstrou aplicabilidade numa grande variedade de contextos: pôsteres, produção gráfica associada à publicidade, decoração de ambientes internos, ilustrações, produção teatral e design de joias; influenciando fortemente a sensibilidade e a linguagem artística da época. Nesse sentido, a relação da exposição com o edifício da Vila Penteado, projetado em estilo Art Nouveau pelo arquiteto sueco Carlos Ekman (1902), permite o estabelecimento de diálogo não só entre as escalas da arquitetura, artes decorativas e artes visuais; como também a respeito da influência e características assumidas pelo estilo Art Nouveau no Brasil. Reflete, desta maneira, a própria ideia do movimento no que se refere às possibilidades de aplicação dos conceitos estéticos associados à produção industrial em diferentes escalas, englobando a produção artística e arquitetônica num mesmo propósito.

 

Nunca antes exibidos no Brasil, os itens selecionados a partir das coleções do Mucha Museum (Praga, República Tcheca) e Museum of Modern Art (Nova Iorque, Estados Unidos), organizadas sob o título "Alphonse Mucha e o Movimento Art Nouveau", trarão uma possibilidade única no país de difundir a produção do artista e refletir sobre e suas influências nas artes aplicadas e na arquitetura, associando-a ao contexto brasileiro na virada do século XX.

proposta

Edifício Vila Penteado

Pavimento térreo

Sem escala

Fonte: www.usp.br/cpc/v1/imagem/download_arquivo/painel_VP%2009.pdf, acesso em 23.05.2016.

Imagens: www.muchamuseum.cz e www.moma.org, acesso em 21.03.2016

obras

1. Exposition du Salon des Cent - Alphonse Mucha, 1896

64,1 X 43,1 cm

Litogravura

Imp. F. Champenois, Paris

MOMA NY

Doação de Ludwig Charell

2. Theatre de la Renaissance, Sarah Bernhardt - Alphons Mucha, 1897

177.8 x 61 cm

Litogravura Imp. F. Champenois, Paris

MOMA NY

Phyllis B. Lambert Fund

3. Exhibition Poster - Alphonse Mucha, 1898

64.2 x 44.8 cm

Litogravura

Imp. F. Champenois, Paris

MOMA NY

Doação de

Gift of Lucien Goldschmidt

4. Medee - Alphonse Mucha, 1898

206.4 x 76.2 cm

Litogravura

Imp. F. Champenois, Paris

MOMA NY

Doação de Joseph H. Heil

5. Poster for Gismonda - Alphonse Mucha, 1894

216 x 74.2 cm

Litogravura

Imp. Lemercier, Paris

Mucha Museum Praga

6 a 9. Série. The Seasons Spring, Summer, Winter and Autumn

103 x 54 cm

Litogravura Imp. F. Champenois, Paris

Mucha Museum Praga

10. Tin for Lefevre - Utile biscuits - Alphonse Mucha, 1899

16 X 13,5 X 11,5 cm

Objeto decorativo

Lata circular com tampa e alça, pintura colorida sobre metal

Mucha Museum Praga

11. The passing wind takes youth away (unrealised) - Alphonse Mucha, 1899

32 X 24 cm

Litogravura

Imp. F. Champenois, Paris

Mucha Museum Praga

12. Box for Lefevre Utile Biscuits - Alphonse Mucha, c. 1900

8 x 20.4 x 11.7 cm

Objeto de design

Caixa recoberta com rótulo litografado

Mucha Museum

13. Snake Bracelet with a Ring - Alphonse Mucha, 1899

21.6 x 6 x 6.8 cm

Joia

Ouro, opala, rubi e diamante

Mucha Museum Praga

14. La nature - Alphonse Mucha, 1899-1900

70 x 28 x 27 cm

Objeto de decoração

Bronze e ametista

Mucha Museum Praga

15. Print proof for the Biscuits Lefèvre-Utile tin - Alphonse Mucha, 1899

34.8 x 49.9 cm

Litogravura

Mucha Museum Praga

16. Head of a Girl, statue for the stand of the Houbigant Perfumery at the Paris Exhibition - Alphonse Mucha, 1900

29 x 22 x 10 cm

Objeto de design

Bronze, prata e camada dourada.

Mucha Museum Praga

Please reload